MENSAGEM: a viagem continua

“Mar Português” é outro poema da obra de Fernando Pessoa que se vê musicado por quem sabe fazê-lo. 

Abaixo, segue o poema na ortografia original, para que possam relembrar que as Línguas são também seres vivos: estão, como as gentes que as falam, em permanente mudança!

MarPortuguez

Vamos agora ao manual, à página 110, para resolvermos as atividades propostas.

Bom trabalho!

IA

Eis aqui um dos resultados do nosso trabalho, extraído do caderno da Alexandra.

20150312_152047 (1)

Caros alunos, após uma leitura mais atenta deste trabalho, detetei dois erros de pontuação no terceiro parágrafo (faltam duas vírgulas) e, no último, uma incorreção sintática: a oração subordinada concessiva também está mal encaixada (este foi erro meu).

Desafio:

(1) repor as vírgulas que faltam; (2) encaixar corretamente a oração subordinada concessiva.

Boas descobertas!

IA

Anúncios

Publicado por

isauraafonseca

Professora do Ensino Secundário - Português

4 opiniões sobre “MENSAGEM: a viagem continua”

  1. Lembro-me que aprendi de cor este poema quando eu era “menina e moça”.
    Gosto muito de olhar o mar, como acontece, acho eu, com a maioria dos portugueses. Quando o faço, recordo estes versos de Fernando Pessoa que lembram muitos dos obstáculos vencidos pelos portugueses.
    O vídeo, para além das belas vozes, mostra imagens significativas da época dos Descobrimentos, o que também é uma preciosa ajuda para a compreensão do texto.
    Um beijinho para todos e boas descobertas.
    DG

    Gostar

  2. Estou aqui com os meus “anjinhos” e estamos todos a ler o teu comentário, Dolores. Agradecemos os votos de boas descobertas e devolvemos (mas ficamos com o nosso!) o beijinho! 🙂
    IA

    Gostar

  3. Olá!

    Eu, ao reler o texto da Alexandra, achei que faltava uma vírgula no 3.º parágrafo na segunda linha, pois onde se lê “Na primeira estrofe destaca-se o sofrimento…”, deve ler-se assim: ” Na primeira estrofe, destaca-se o sofrimento…”. Não sei se está correto ou não, mas foi a única vírgula que achei que faltava.
    Relativamente ao ponto (2) “encaixar corretamente a oração subordinada concessiva” não consegui realizá-lo porque não percebi o que era pedido.
    beijinho para todos,
    Bruna

    Gostar

    1. Olá, Bruna!

      A primeira parte da tua resposta está correta: realmente, falta ali uma vírgula para isolar o modificador do grupo verbal assinalado em início de frase. Mas ainda falta outra. Procura qualquer coisa que deva ficar entre vírgulas e que, por isso, possa mudar de sítio.
      A última é fácil: procura a oração que começa por “apesar de…”, retira-a da frase, lê o que fica sem ela e volta a encaixar a oração que retiraste no sítio que te parece melhor. De qualquer modo, vamos tratar deste assunto na aula.
      beijinho,
      IA

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s