Antecipando o regresso às aulas

Uma sequência fílmica cheiinha de Terra e da música de Satie…

Continuação de bom restinho de férias!

IA

Anúncios

Ondas do mar de Vigo

Porque é verão e o mar apetece… Porque o novo programa de Português do 10.º ano banha-nos com este mar galego, do século XIII…

E porque, sem acesso ao meu e-mail (problema recente que ainda não consegui resolver), deixo palavra amiga aos amigos que, porventura, me tenham obsequiado com mensagens estivais… Poderão –  enquanto não dou solução ao meu Gmail – continuar a fazê-lo para o meu e-mail institucional (eu sei, só deve ser usado para o trabalhinho!…)… A não ser que, como eu, também tenham “hibernado”! 🙂

É verdade que costumo retirar-me do mundo virtual, durante as férias de verão, tempo que (sinto) devo dedicar aos meus muito-meus, como compensação das sistemáticas ausências, provocadas pelas rotinas profissionais. Por isso também, este longo offline

Deixo-vos então (e “recolho o meu espírito”, como usa dizer certa personagem garrettiana) duas versões da mesma cantiga (ou cantar) d’ amigo, da autoria de Martin Codax.

Ondas do mar de Vigo,

se vistes meu amigo?

       e ai Deus, se verrá cedo?

 

Ondas do mar levado,

se vistes meu amado?

       e ai Deus, se verrá cedo?

 

Se vistes meu amigo,

o por que eu sospiro?

       e ai Deus, se verrá cedo?

 

Se vistes meu amado,

o por que hei gram coidado?

       e ai Deus, se verrá cedo?

Tenham umas excelentes férias!

IA