Formação de palavras 3

Processos irregulares de formação de palavras

1. extensão semântica

É um processo irregular de formação palavras em que se atribui um significado diferente a palavras já existentes na língua.

Exs.:1) rato (animal roedor) / rato (periférico de computador)

2) janela (de uma casa) / janela (caixa de diálogo / informativa) de programa informático

Scanner_20151029

2. empréstimo

É um processo em que uma palavra de uma língua é adotada por outra.

Ex.: as palavras inglesas online e marketing foram adotadas pelos falantes do português e utilizadas na comunicação.

3. amálgama

É um processo através do qual se forma uma nova palavra pela junção de partes de palavras diferentes.

Ex.: A palavra informática resulta da junção dos elementos destacados das palavras informação+automática.

4. sigla

É uma palavra que resulta das letras iniciais de um grupo de palavras. Essas iniciais são pronunciadas separadamente.

Exs.: 1) PSP (Polícia de Segurança Pública)

2) GNR (Guarda Nacional Republicana ou Grupo Novo Rock)

5. acrónimo

É um processo que dá origem a uma palavra formada por letra ou letras iniciais de um conjunto de palavras, e que se pronuncia como uma palavra.

Exs.: 1) SIDA (Síndroma da Imuno-Deficiência Adquirida);

2) FRELIMO (Frente de Libertação de Moçambique)

3) AMI (Assistência Médica internacional)

6. truncação

É um processo que consiste na redução de palavras mais extensas delas resultando outras de menor extensão.

Ex.: A palavra metro formou-se pela redução da palavra metropolitano.

Boas aprendizagens!

IA

Informação colhida no manual Com Textos 11.º ano e  também aqui http://nlstore.leya.com/asa/2015/regresso_as_aulas/images/materiais/EntrePalavras%2010_O_Que_E_Auto_da_Feira.pdf

Anúncios

Formação de palavras 2

Composição

Processo que consiste na criação de uma nova palavra a partir de duas formas de base, que podem ser radicais ou palavras simples ou complexas já existentes. Há a considerar dois tipos de composição:

1.ª morfossintática (palavra + palavra)

Ex.: lava-louça; paraquedas; maldizer

2.ª morfológica (radical + radical ou radical + palavra)

Ex.: geologia; agricultura; sociocultural

Propriedades dos radicais neoclássicos que entram na formação de compostos morfológicos (Cunha e Cintra)

  1. Alguns podem ocorrer quer à esquerda, quer à direita de um outro radical:

fonoteca; lusofonia

  1. Mas também há radicais que ocorrem apenas em posição inicial:

piscicultura

  1. E outros que ocorrem apenas em posição final:

 insecticida

  1. Ocorre frequentemente uma vogal de ligação entre dois radicais adjacentes:

herbívoro; antropomórfico

  1. Mas há dois casos em que essa vogal não ocorre,

(i) quando o radical da direita começa por vogal:

  1. ped-iatra

(ii) quando o radical da esquerda não é um modificador nominal:

  1. cali-grafia
  1. Podem associar-se a outros radicais neoclássicos ou vernáculos:

agrografia; agroindústria

  1. Podem ser modificadores do constituinte à sua direita:

psicofármaco

Bom Trabalho!

IA

a partir de http://www.clul.ul.pt/files/alina_villalva/2006categoriasmorfologicas.pdf