Amor de Perdição: um filme de António Lopes Ribeiro

Com exceção do capítulo VI, que sofreu bem de perto a mão pesada da censura do Estado Novo, o filme parece seguir, passo a passo, a obra homónima de Camilo Castelo Branco.

Aqui fica.

Boas visualizações!

IA