Memorial do Convento – a diegese em sequências e o universo simbólico


lua e sol1. Antes de procedermos à leitura de passagens da obra em estudo e de modo a que o nosso olhar esteja já instruído para captar o essencial, proponho a realização da seguinte ficha. 

a trindade e universo simbólico em Memorial do Convento

mafra12. Para que tenhamos presentes os diferentes momentos narrativos, é tempo de darmos uma espreitadela aqui (podemos também entrar pelo link “Farol das Letras”, presente no menu lateral):

http://www.faroldasletras.pt/memorial_capitulos.html
  • Num primeiro momento, impõe-se uma leitura rápida dessas sequências, no sentido de identificar a(s) linha(s) de ação presente(s).

  • Finda a leitura dos pontos-síntese de cada capítulo, leremos excertos alusivos a alguns dos aspetos focados (ver textos do manual “Percursos Profissionais”).

E assim se cumprirá uma mão cheia de aulas…

(desafio parentético: Na frase acima, qual é a função sintática desempenhada por "uma mão cheia de aulas"?)

Bom trabalho!

IA

Reino dos Céus e Alexandre, o Grande

Hoje foi dia de cinema na aula de Português. Não correu como eu esperava. Levo Reino dos Céus, de Ridley Scott, levo ficha de trabalho, mas o filme tem a imagem fragmentada. Nada se vê. Que fazer?

Viagem rápida até ao centro de recursos da ESG e trago outro realizador (Oliver Stone), outros heróis, outros tempos. Sem templários, como fora prometido! Da ficha aproveita-se a última atividade, aquela que justifica o visionamento do(s) mesmo(s).  Aqui ficam excertos de ambos. 

O primeiro: o que se queria ver.

O segundo: o que se viu.

Ficam também em comum o épico, os heróis (tipologia), duas realizações soberbas, interpretações fabulosas… E uma fragilidade única que só os GRANDES conhecem: uma enorme solidão! Porque a sua visão do mundo é demasiado estranha e inovadora (diria mesmo precoce) aos olhos dos seus contemporâneos, os comuns mortais.

IA

Ficha de trabalho: O reino dos céus

“O Infante”: ficha de trabalho

Caros alunos, vamos à página 105 do nosso manual, para ler – com olhos de ler – “O Infante”, o  vigésimo poema da obra  Mensagem.

Seguidamente e recorrendo também às anotações que fizemos, quando ouvimos Elba Ramalho e Dulce Pontes, resolvamos a ficha de trabalho, disponível aqui:

Mensagem-Infante_Ficha_de_trabalho

Bom trabalho!

IA